Estádio Passo das Emas

Após a confirmação da criação do Luverdense Esporte Clube no começo de 2004, os dirigentes e autoridades públicas tiveram que correr contra o tempo para deixar o estádio pronto para o começo do Campeonato Matogrossense daquele ano, que começou em março. No local existia apenas um campo e arquibancadas de madeira, que era utilizado pelos moradores da cidade em campeonatos amadores e para lazer. porém ali não existia arquibancadas, copa, banheiros e muito menos vestiários.

O estádio, então, foi construído em tempo recorde. Em apenas 45 dias foram construídos vestiários, cabines de rádios, arquibancada de concreto com capacidade de 4000 pessoas, banheiros e copa, além de um cuidado especial que foi dado ao gramado. A inauguração foi no dia 21 de março de 2004, quando o Luverdense estreou em seu estádio com derrota de 1×0 para o Santa Cruz-MT.

O nome Passo das Emas foi instituído pela Lei nº 1.038 de 2004 e foi escolhido pois a cidade de Lucas do Rio Verde é conhecida pela sua rápida expansão econômica, assim sendo, anda a passos largos e de cabeça erguida como as emas e esse também era o ritmo em que se esperava que o clube cresceria. A ema é também o símbolo da cidade de Lucas do Rio Verde e em 2017 foi escolhida como o mascote oficial do clube.

O recorde de público do estádio foi na histórica vitória sobre o Corinthians por 1 a 0, pela Copa do Brasil no dia 21 de agosto de 2013, quando 10.180 pessoas pagaram ingresso. Para este jogo foram instaladas arquibancadas móveis e um camarote para que a capacidade do estádio dobrasse. No mesmo ano, o Luverdense conseguiu o acesso para a Série B em cima do Caxias e com isso as arquibancadas móveis continuaram a ser usadas até o começo de 2017, quando elas deixaram de ser móveis. Além da fixação das estruturas metálicas, houve também a amplição das arquibancadas de concreto e espaço de circulação no primeiro semestre de 2017.

Hoje, o Passo das Emas tem capacidade para 10.000 pessoas e seu campo mede 105x68m, como exigido pela CBF.